POR TUDO ISTO, O CAIS DA ESTAÇÃO CONSTITUI UM ESPAÇO QUE ALIA O CONCEITO DE BEM-ESTAR À BOA GASTRONOMIA.

CASAMENTOS E BATIZADOS

 

Queremos fazer parte deste dia tão especial!!

Se pretende uma alternativa simples e de qualidade que traduza o dia do seu casamento ou o batizado dos seus filhos nós temos a melhor opção.

Menus completos com diversas opções para que este dia seja o que sempre imaginou para si e para os seus.

Desde o final do século XIX que se projetava a estação de comboios de Sines, datando a apresentação do primeiro projeto de 1898. Contudo, somente no dia 14 de Setembro de 1936 o comboio chega a Sines pela primeira vez. A viagem foi entre o Barreiro e Sines.

Além de passageiros, eram transportadas mercadorias que ficavam armazenadas num edifício de apoio à Estação que se denominava “Cais Coberto”. Com o decorrer dos tempos, este edifício de piso térreo foi passando a designar-se “Cais da Estação”, perdendo as suas funções na década de 80, data em que a Estação de Caminhos de Ferro da CP foi desactivada.

Em 2005, após décadas de degradação e abandono, no âmbito de um projeto de requalificação, surge a oportunidade de recuperar o referido armazém e transformá-lo num espaço de restauração. 

DO ANTIGAMENTE

À ACTUALIDADE

AO ENTRAR NO
CAIS DA ESTAÇÃO

Ao entrar deparamos-nos com uma atmosfera envolvente e encantadora. À traça original da arquitectura industrial que caracteriza o armazém de mercadorias da estação de comboios, alia-se uma decoração quente e acolhedora.

Fazendo jus ao ambiente e decoração cuidados, surge uma variedade de petiscos, peixes, mariscos e carnes. A ementa tem as suas raízes na cozinha regional, com ênfase nos pratos e petiscos confeccionados a partir do peixe e marisco fresco da costa alentejana, passando pelas diversas carnes seleccionadas. A par da ementa, encontramos uma carta de vinhos forte e equilibrada.

 

O serviço, como não podia deixar de ser, é profissional, atento e acolhedor.

Fundada em 1992, a Gelataria Marquês, surge envergando o nome da praça, onde está inserida em Porto Côvo.

A qualidade e variedade da oferta, fez com que se destacasse ao longo do tempo, bem como o ambiente tradicional e acolhedor que lhe é caractrístico.

Desde sempre conhecida pela oferta de gelataria de

produção artesanal torna impossível resistir à taça Marquês em qualquer época do ano.
 

A pastelaria e doçaria regional ganha vida nas vitrines, a par dos croissants e folhados a saírem do forno. Para uma refeição mais completa desafiamo-lo a provar o Hamburguer à Marquês!

A cervejaria Marquês surge em 1995 no coração de porto Côvo e, desde essa data, destaca-se pela originalidade, qualidade dos produtos e do serviço. Não esquecendo a reconhecida imperial!

Ao entrar nesta casa alentejana caiada de branco e barra azul, reconhecerá de imediato um abiente rústico e familiar.

A esplanada no centro da praça pombalina convida quem passa a sentar e petiscar a qualquer hora do dia, até porque o Marquês não encerra no período da tarde.

A ementa tem como base o peixe e mariscos da Costa Alentejana e raízes nos temperos alentejanos

UMA ESTAÇÃO

GASTRONÓMICA

O Cais da Estação nasceu da vontade e do gosto próprio de criar e construir, de fazer mais e melhor, tornando-se um espaço de referência na área da restauração, ocupando lugar de destaque não só pela oferta gastronómica regional mas também pelo investimento arquitectónico.

 

Depois da aposta ganha em Porto Covo com a Cervejaria Marquês e a vontade constante de fazer mais e melhor, surge em Sines, uma referência da gastronomia regional: o Cais da Estação!


E em 26 de Fevereiro de 2009, após 3 anos de reconstrução e recuperação, o antigo armazém da

Estação de Caminhos de Ferro de Sines surge reconvertido em RestauranteMarisqueira, exibindo o nome da sua antiga função: "Cais da Estação".

101-0113_IMG_2
b1
b3
101-0118_IMG_2
DSCF6343
DSCF7023
i1
i2
n1
n3
e1
DSC00538
g1